quarta-feira, setembro 21, 2005

Cúmulos

Você acha que já viu de tudo quando o sujeito, em audiência, vira para juiz e diz, na maior cara de pau, sobre a companheira com a qual viveu os últimos 15 anos, que lavou as cuecas do indivíduo, cuidou da sogra moribunda, ajudou a criar os filhos do primeiro casamento dele, construiu todo um patrimônio:

"- Mas Excelência, alguns meros encontros casuais com esta senhora acabou gerando todo esse processo, imagine!"

Mas aí você tem certeza de que ainda tem muito pra ver, quando um outro sujeito, em audiência, também na maior cara de pau, vira para o juiz e diz, sobre a companheira com quem viveu os últimos cinco anos, também lavou as cuecas do sujeito, viajava com toda a família de férias, fazia companhia para a sogra idosa e aconselhava a filha mais velha do primeiro casamento dele:

"- Ela era apenas uma acompanhante, Excelência, dessas que se paga pra sair com a gente."

Cara de pau? Cara de pau sou eu, pra isso aí eu não tenho nem nome...

Um comentário:

Cris disse...

Oi, meninas!

Tbém sou adevooooo...rsrsrs...
tem cada história né... Uma vez minha cliente (sem me avisar) levou uma maletinha, abriu na hora da audiência, em cima da mesa...eram lingeries e apetrechos de sex shop que ela achou escondido no carro do marido, coisas da amante.
Maior circo, ehehehehehehe.
Não gosto muito de direito de família, prefiro Criminal...pelo menos a gente sabe (ou quase) quem é o mocinho e quem é o bandido...rsrsrs...
Falando sério, essa área de família acho muito complicada....pq muitas vezes fico muito triste com algumas situações, tanto desrespeito.

AMEI O BLOG!